Tag

Vacina

Browsing

O Ministério da Saúde recebeu mais um lote com 2 milhões de vacinas contra a covid-19 da Pfizer. A remessa chegou pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), em dois voos.

No de hoje (21) chegaram mais de 1,4 milhão de doses pediátricas, voltadas a crianças de 5 a 11 anos. Já o que pousou ontem (20), trouxe 585 mil doses para vacinação do público-alvo acima de 12 anos.

Em nota a pasta informou que os imunizantes serão encaminhados para o Centro de Distribuição do Ministério da Saúde, onde passarão por um rígido controle de qualidade. Após esse processo, o lote será distribuído pelo Ministério da Saúde aos estados e ao Distrito Federal.

Balanço

Ainda na manhã desta segunda-feira, o Brasil ultrapassou a marca de 380 milhões de doses aplicadas. Mais de 93% da população acima de 12 anos está vacinada com a primeira dose e mais de 155 milhões estão com o esquema vacinal completo.

Desde o início da campanha de vacinação, mais de 430 milhões de doses de imunizantes contra a covid-19 já foram distribuídas pelo Ministério da Saúde.

com informações da Agência Brasil

O Instituto Butantan vai entregar um lote com 10 milhões de doses da vacina CoronaVac ao Ministério da Saúde amanhã cedo (17). A informação foi confirmada hoje (16) pelo presidente do Butantan, Dimas Covas. As doses, já envasadas e certificadas, serão utilizadas para a que a vacinação de crianças avance em outros estados brasileiros.

“Nós entregaremos a totalidade das 10 milhões de doses que já saem amanhã para os depósitos do Ministério da Saúde. O contrato foi assinado e, portanto, a liberação será imediata. Neste momento, estamos nos preparando para fazer esta entrega amanhã de manhã”, explicou Covas.

A vacina CoronaVac contra a covid-19 é produzida pelo Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac. A vacina é segura e foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicada em pessoas acima dos 6 anos. Nos próximos dias, o Instituto Butantan pretende solicitar à Anvisa que essa vacina possa também ser aplicada em crianças acima dos 3 anos.

“Nos próximos 15 dias devemos completar o dossiê junto à Anvisa, solicitando a ampliação da vacinação para o público de 3 a 6 anos com a CoronaVac. Esperamos poder obter essa autorização e ampliar a cobertura vacinal dessa faixa etária”, disse Covas.

Ômicron

Segundo Dimas Covas, o laboratório Sinovac já está se preparando para desenvolver uma vacina específica contra a variante Ômicron. Os estudos clínicos, de acordo com ele, já se iniciam neste mês de fevereiro em Hong Kong.

“Na semana passada, a nossa parceira Sinovac anunciou o desenvolvimento da vacina específica para a variante Ômicron, e essa vacina deve entrar em estudo clínico ainda neste mês. O estudo clínico deve se iniciar em Hong Kong, na China. E nós estamos nos preparando para fazer um braço desse estudo no Brasil”, disse.

com informações da Agência Brasil

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) liberou o primeiro lote da vacina contra a covid-19 feita 100% no país. Fabricado em parceria com a AstraZeneca, o imunizante será entregue ao Ministério da Saúde para ser incluído no Programa Nacional de Imunizações (PNI). A aprovação de qualidade ocorreu ontem (14), mas a informação só foi divulgada nesta terça-feira (15).

“O primeiro lote de vacinas Covid-19 Fiocruz 100% nacionais foi liberado pelo controle de qualidade nesta segunda-feira. A Fiocruz vem alinhando junto ao Ministério da Saúde a agenda dessa entrega, segundo a demanda da pasta. Outras informações sobre a vacina nacional serão divulgadas em breve”, informou a fundação em nota.

O imunizante é resultado de contrato de transferência tecnológica entre a Fiocruz e o consórcio formado pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca. Os primeiros lotes produzidos no Brasil pela fundação usaram ingrediente farmacêutico ativo (IFA) – principal insumo do imunizante – enviado pela China.

A necessidade de adquirir o IFA na China fez com que a entrega de imunizantes da AstraZeneca pela Fiocruz sofresse atrasos no ano passado. Essa situação mostrou a importância de se concretizar a capacidade de produção do ingrediente no Brasil.

O Ministério da Saúde ainda não se pronunciou sobre o recebimento do primeiro lote 100% nacional nem a quantidade de vacinas que será entregue.

com informações da Agência Brasil

O Paraná recebeu nesta segunda-feira (14), 450.920 vacinas contra a Covid-19. São 118.170 da Pfizer para segunda dose da população acima de 12 anos e 332.750 AstraZeneca destinadas para dose de reforço de pessoas com mais de 18 anos. Os imunizantes fazem parte da 88ª pauta de distribuição do governo federal.

As doses da Pfizer desembarcaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 7h50, e às 10h05 chegaram mais 332.750 vacinas AstraZeneca. A remessa foi encaminhada para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para conferência e armazenamento e devem ser descentralizadas nesta terça-feira (15) para as 22 Regionais de Saúde.

“Iniciamos a semana com mais vacinas chegando, sendo a maioria delas para dose de reforço. Uma parte chegou agora, mais 354 mil chegam à noite e estamos acelerando a distribuição para garantir que os imunizantes cheguem o mais breve possível aos paranaenses”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

Outras 354.900 vacinas da Janssen devem chegar ainda hoje, em dois voos, um às 21h35 e o outro às 23h10.

DADOS – Segundo os dados do Vacinômetro nacional, o Paraná já aplicou 21.046.413 vacinas contra a Covid-19, sendo 9.454.091 primeiras doses (D1) e 8.752.892 segundas doses (D2) ou doses únicas (DU).

O Estado registra, ainda, a aplicação de 212.782 doses adicionais (DA), 2.817.519 doses de reforço (DR) e 288.129 crianças de 5 a 11 já receberam a primeira dose da vacina.

O Ministério da Saúde recebeu neste domingo (6) mais um lote de 1,1 milhão de doses do imunizante contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech voltadas para população acima de 12 anos . O carregamento desembarcou no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). 

Ontem (5), chegaram ao país 1,7 milhão de doses da vacina da Pfizer, também voltada para o público acima de 12 anos. Nos dias 5, 6, 7 e 8 de fevereiro também serão entregues cerca de 5,5 milhões de doses destinadas a adultos e adolescentes.

Doses pediátricas

A farmacêutica Pfizer informou em nota que na segunda-feira (7) está prevista para as 3h40 a chegada do voo UC1507, vindo de Amsterdam, trazendo o quinto lote com 1,8 milhão de doses pediátricas da ComiRNAty, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Para o mês de fevereiro, completou a farmacêutica, estima-se que serão disponibilizadas aproximadamente 5,4 milhões de doses pediátricas. Cada um dos três voos  esperados para esse mês deve trazer cerca de 1,8 milhão de doses. Mais entregas estão previstas para chegar no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, nos dias 17 e 24 de fevereiro.

com informações da Agência Brasil

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu mais 177.450 vacinas contra a Covid-19 da Janssen para dose de reforço (DR) na tarde desta quinta-feira (3). Essa quantidade completou a remessa de 354.900 vacinas da Janssen destinadas ao Estado. No período da manhã outras 177 mil haviam chegado. Os imunizantes fazem parte da 84ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde e são para a DR da população adulta, acima de 18 anos.

As vacinas do braço farmacêutico da Johnson & Johnson desembarcaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, perto das 14h. Considerando a logística de conferência, separação e distribuição das doses, elas serão descentralizadas na próxima semana.

Desde o início da semana 944.530 vacinas chegaram ao Paraná. Desse total, 686.884 já foram descentralizadas para as Regionais de Saúde.

  • Risco de óbito por Covid-19 é 22 vezes menor entre vacinados com dose de reforço, aponta estudo

“Estamos agilizando a distribuição para que as doses de reforço cheguem o quanto antes para proteger ainda mais os paranaenses contra o coronavírus, que está circulando, além das crianças, que estão recebendo suas primeiras doses”, enfatizou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O Estado ultrapassou a marca de 20 milhões de doses aplicadas de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira (3). De acordo com a plataforma Localiza SUS, do Ministério da Saúde, 20.307.452 pessoas receberam a primeira e segunda doses, dose de reforço ou adicional.