Tag

Saúde

Browsing

O deputado Luciano Ducci (PSB) destinou neste ano R$ 11,5 milhões em emendas para a saúde de todo o Paraná. “Saúde sempre é prioridade, mais ainda neste momento de pandemia. São recursos investidos na melhoria de hospitais, ampliação de atendimento médico, compra de equipamentos e de insumos”, disse Ducci.

Alguns dos hospitais atendidos são de Curitiba e região: Angelina Caron (R$ 200 mil ), Hospital do Idoso (R$ 260 mil), Cruz Vermelha (R$ 100 mil), Erasto Gaertner (R$ 200 mil), Mater Dei (R$ 100 mil), Pequeno Príncipe (R$250 mil ), São Vicente (R$ 200 mil), Hospital Cajuru (R$ 100 mil), Santa Casa (R$ 150 mil) e Hospital Bom Jesus (R$ 200 mil).

Com a crise emergencial do coronavírus um crédito adicional foi aberto e Ducci conseguiu destinar mais R$ 1,5 milhão para Curitiba e municípios da região: Curitiba (R$ 466.666,00), Rio Negro (R$ 207.471,00), Mandirituba (R$ 250 mil), Lapa (R$ 250 mil), Rio Branco do Sul (R$ 100 mil), Sengés (R$ 150 mil).

Além da saúde, o deputado também destinou R$1,5 milhão para a área social, com repasses para instituições de atendimento à população vulnerável e aporte às Apaes de todo o estado.

Ducci afirma não se pode deixar de dar atenção a estas instituições num momento de crise econômica. “É imprescindível, o suporte financeiro ao sistema de saúde, porém, não podemos deixar as instituições que desenvolvem trabalho social, neste momento, desamparadas. O trabalho delas aumentou, as famílias que precisam deste trabalho também, e por isso, que fizemos um grande repasse à instituições de assistência e Apaes de todo o Paraná.
Área de anexos

O deputado Michele Caputo (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar do Coronavírus, confirmou nesta terça-feira, 7, a participação dos médicos Clóvis Arns da Cunha e Dorival Ricci Júnior na reunião da frente de quinta-feira, 9, às 10h, em videoconferência. O evento será transmitido ao vivo pelos canais oficiais de comunicação da Assembleia Legislativa.

Arns da Cunha é presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia e Ricci Júnior defende o tratamento precoce da covid-19. “O doutor Clóvis falará sobre a situação do coronavírus no Paraná, o comportamento da doença e o que podemos esperar para o futuro”, disse Michele Caputo.

“Trata-se de uma doença muito séria, que já vitimou mais de 65 mil brasileiros. Por isso, não podemos subestimá-la. É fundamental que todos cumpram com as recomendações das autoridades de saúde e respeitem os profissionais que estão dedicados para cuidar da vida das pessoas”,completa o deputado.

Medidas – O médico Arns da Cunha deve apresentar dados importantes que reforçam a necessidade de medidas mais rígidas de combate ao coronavírus. As novas restrições, segundo médico, determinadas pelo Estado refletem o agravamento do quadro da Covid-19 nas cidades que integram as oitos regionais de saúde.

“Infelizmente, a sociedade vai ter que dar um passo para trás e não temos outra opção a não ser fazer agora o isolamento”, disse Arns de Cunha. Para ele, a colaboração da sociedade é fundamental no controle da situação no Paraná.

Já o doutor Dorival Ricci Junior defende o tratamento da doença desde os três primeiros dias. O uso dos medicamentos certos de forma precoce, segundo ele, pode reverter o quadro do paciente e evitar a internação.

Os especialistas que defendem esse tipo de tratamento afirmam que é possível reduzir a zero o número de internações caso os medicamentos corretos sejam administrados a partir dos três primeiros dias dos sintomas da covid-19.

Subcoordenadores – A frente parlamentar, composta por 31 deputados, indicou a deputada Maria Victória (PP) como vice-coordenadora e dividiu os trabalhos em 11 áreas. Cada uma delas tem subcoordenador.

Foram indicados os deputados Arilson Chiorato (PT) – subcoordenadoria da retomada da economia, Emerson Bacil (PSL) – ciência e tecnologia, Subtenente Everton (PSL) – assistência social, Goura (PDT) – mobilidade, Delegado Jacovós (PL) – segurança, Professor Lemos (PT) – educação, Mabel Canto (PSC) – mulheres e pessoas em situação de vulnerabilidade, Soldado Fruet (Pros), defesa civil, Nelson Luersen (PDT) – agricultura, e Tercílio Turini (CDN) – saúde.

O Centro de Especialidade de Maringá será inaugurado no dia 15 de dezembro. A informação foi confirmada pela vice-governadora, Cida Borghetti, nesta segunda-feira (13). “O Centro de Especialidades é mais um importante investimento do Governo Estado para reforçar o atendimento à saúde da população. Serão médicos e profissionais de diversas áreas à disposição das pessoas que precisam de atendimento de forma rápida e com mais qualidade. Saúde é prioridade”, disse.

Estão sendo investidos mais de R$ 17 milhões na estrutura que terá o horário de atendimento ampliado em duas horas para beneficiar cerca de 800 mil pessoas na região. A previsão é de que sejam feitos 20 mil procedimentos por mês, aumentando em 60% o atendimento. O Centro será administrado pelo Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Setentrião Paranaense (Cisamusep), entidade composta por 30 cidades da região Noroeste.

Serão 19 consultórios médicos, sete consultórios odontológicos e 13 para atividades de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e outras especialidades não médicas. Os pacientes também terão três salas cirúrgicas para pequenos procedimentos, setor de imagem completo com 15 salas de exames e uma sala de observação.